FEBRE AMARELA

A febre amarela é uma doença hemorrágica viral aguda causada pelo vírus da febre amarela. Esta doença faz parte do grupo de Virus das febres hemorrágicas, caracterizam se pela replicação do vírus nas células linfoides, seguida de febre e dores musculares, que podem evoluir com hemorragias e ate choque hipovolêmico, no caso da febre amarela ocorre também lesão nas células hepáticas.

O meio de transmissão para o homem é através da picada pelo mosquito infectado, neste caso pode ser o Aedes aegypti – forma urbana, ou pelos mosquitos das florestas (Haemogogus) – forma silvestre, onde ocorre um ciclo do vírus entre  macacos e mosquito. Neste ultimo o homem é infectado quando entra em áreas florestais e contato com o mosquito infectado.

O período de incubação é de três a seis dias, porem existem casos de ate dez dias. A manifestação da doença pode ser leve, moderada ou grave, porem muitas pessoas não chegam a apresentar sintomas. Na forma leve o individua apresenta febre e dores de cabeça, dor muscular, perda de apetite e pode ter náuseas e vômitos, a recuperação ocorre em ate 4 dias. Os casos moderados apresentam, além do quadro já descrito, manifestações hemorrágicas evidentes, como epistaxe, gengivorragia sem grandes repercussões. Na forma grave ocorre acometimentos de órgão, como rins, fígado e coração, sangramentos mais expressivos e icterícia. A mortalidade na forma grave chega a 50% dos pacientes.

Não existe ate o momento um medicamento especifico que combata a febre amarela, mas o doente requer cuidados específicos para prevenir ou tratar a desidratação,  a alteração renal, hepática e mesmo a febre, o que melhora o resultado. As formas moderadas e graves requerem internação hospitalar.

Prevenção

Atacar o vetor. O riso de transmissão da doença pode ser reduzido eliminando locais de reprodução do mosquito transmissor, não deixando agua parada sem a devida proteção ou sem tratamento com larvicidas. A pulverização de inseticidas mata os mosquito adulto e ajuda a reduzir o número de mosquitos, mas a educação da população para eliminar os reservatórios de larvas em suas residências é a medida mais eficaz.

Vacinação: A vacinação é o meio mais eficaz para evitar a febre amarela. A imunização é feita pela inoculação  do vírus atenuado no individuo e garante imunidade a mais de 90% das pessoas por um período de 10 anos, geralmente imunidade por toda a vida.

A vacina deve ser recebida pelo menos ate 10 dias antes de viagens a local de risco, garantindo assim a imunidade.

Existe uma recomendação da OMS para a vacinação ser em dose única, sem necessidade de reforço, porem ainda existe um debate em relação a isso.

As pessoas que devem evitar de se vacinar sao mulheres gravidas – exceto durante surto quando o risco de infecção é elevado; pessoas com alergia grave a proteína do ovo; bebes com menos de 9 meses – exceto em epidemias ou moradores de zonas com alto risco de infecção e pessoas com imunodeficiência grave.

As pessoas maiores de 60 anos de idade e os portadores de doença imunológica são as que apresentam maior risco da reação vacinal, portanto deve ser levado em conta o risco-beneficio antes da vacinação.

Durante períodos de surto é importante lembrar do repelente para insetos e controle do vetor, além da vacina. A educação e monitorização dos lares para evitar agua parada deve ser continua  e ética o que previne novos surtos nas áreas urbanas.

 

Dados da OMS e Cecil